A Emocionante História de Sila da Conceição

Estive a ler até à 01:45 da madrugada, altura em que pretendia ir para cama. Resolvi “tomar um boné” no face, e vi uma mensagem da minha sobrinha Hédine. Comecei a ver o vídeo, me emocionei e não consegui parar.

Na vida nada acontece por acaso. Se dúvidas tivesse no tocante a este facto, elas seriam automaticamente varridas da minha mente, ao receber ver este vídeo, que, nada mais é do que uma “grande lição de vida”. Na verdade, não será por ventura fácil encontrar em toda a Internet uma outra história tão emocionante.

Tão logo comecei a ver o vídeo, me arrepiei completamente. Sim, vou explicar porque num instante. Na vida, as coisas acontecem seguindo uma sequência lógica. Não precisamos ser muito curiosos para nos apercebermos disso;

– Depois do jantar estive a falar com a minha irmã Eva acerca de um livro, sobre o poder da mente; sim da mente, não do cérebro. São duas coisas diferentes. Segundo o autor, somos uma mente com um corpo físico, e não o contrário.

Continuando, de entre os muitos exemplos que o autor apresenta sobre o poder da mente, falava com a Eva precisamente sobre a história de um homem, que criou um império partindo de 0 (zero). Sem entrar em detalhes; – Esse homem se interessou por um terreno localizado numa área privilegiada, e que para ele custava (como se costuma dizer) os olhos da cara. Ele teve a brilhante ideia de tentar , e consegui convencer o proprietário a lhe dar o terreno (sim, dar é a palavra certa), fazendo-o acreditar que, de posse do mesmo conseguiria financiamento para ali erguer uma grande obra.

Foi assim que nesse local ergueu-se um grande motel, que rapidamente ajudou a criar um segundo motel e uma fortuna valorizada em 1,000,000 $… e isto porque a história é bastante antiga. O autor remata – Ideias valem mais do que dinheiro.

sila_da_conceicao

Deste vídeo pode-se tirar milhares de lições. Mas, na minha modesta opinião, a seguinte passagem vale ouro. Mormente considerando que, está-se perante um homem que não sabe ler nem escrever. Um verdadeiro génio. – Quem se atreveria a chamá-lo de analfabeto? – Assim, e reproduzindo exactamente aquilo que diz o Sila:

– “Ninguém nunca cresce com o que se ganha, cresce com o que se deixa de gastar”.

Eis a razão porque se diz que a cultura de poupar (ou, já agora, deixar de gastar) 10% daquilo que entra no nosso bolso, por si só é o garante da “independência financeira”. Primeiro porque é uma poupança. Segundo, e o mais importante, essa mesma poupança serve de “pólo de atracção”, ganhando força de forma exponencial para atracção de cada vez mais daquilo que se poupa, ou seja o dinheiro.

Finalmente, não é demais dizer  – Este vídeo é especial.

Laurindo Santos.

Please follow and like us:
0